Home Blog

QUEDAS DE CABELO NAS ESTAÇÕES DO ANO

0

Você já reparou que em certas estações do ano a queda de cabelo fica mais visível? Sabe o motivo disso ocorrer? Iremos lhe esclarecer essas questões, para que você aprenda a se prevenir a queda de cabelo acentuada.

Diariamente perdemos uma quantidade de fios de cabelo razoáveis, porém não faz diferença já que o processo de crescimento se equilibra.

Assim, o cabelo tem um ciclo de desenvolvimento definido, sendo que durante a fase do crescimento leva-se entre 2 a 8 anos para a construção dos novos fios, tempo variável de pessoa para pessoa, de acordo com o seu organismo.

Na última fase, cerca de 10% do fios entram em uma fase de repouso, que pode durar em média 3 meses. Nesse período do ciclo capilar, chamado fase telógena, é quando efetivamente ocorre a queda dos fios de cabelo e por isso as quantidades mencionadas, uma vez que os fios se desprendem da raiz e caem.

Contudo, cada fio capilar possui seu próprio controle sobre a passagem pelas sucessivas fases do ciclo do pelo, desde o crescimento até a queda. Algumas condições podem influenciar esses ciclos, como as alterações hormonais, deficiências nutricionais, problemas de caspa e dermatites seborreias no couro cabeludo, entre outras que provocam danos na evolução do ciclo capilar e provocam as quedas de cabelo.

– QUAL A RELAÇÃO DA QUEDA DOS CABELOS COM AS ESTAÇÕES DO ANO?

Uma pesquisa cientifica realizada em Zurique, na Suíça, avaliou cerca de 823 mulheres, todas sem problemas de saúde ou com causas aparentes para aumento da queda de cabelos. A avaliação durou um período de 6 anos.

Para a determinação dos resultados, as pacientes do estudo foram avaliadas periodicamente com exames de sangue e do cabelo, chamado tricograma. A análise dos resultados sugere que uma maior quantidade de fios entrem em fase de repouso durante o verão, fazendo com que a queda ocorra mais no início do outono. Um segundo pico, porém menos pronunciado, foi observado na primavera.

Ainda nessa linha de pesquisa, outro estudo, publicado no British Journal of Dermatology, acompanhou 10 homens, com ou sem alopecia (calvície genética), durante um período de 8 a 14 anos, documentando os resultados também por meio de tricogramas. A análise a longo prazo também mostrou uma periodicidade da queda capilar, com mais fios entrando em fase de repouso, que antecede a queda em até 3 meses, no final do verão e início do outono.

Nessas duas pesquisas foi possível observar a tendência da maior incidência de queda dos cabelos durante a estação do outono e por isso é preciso ficar atento, evitando ao máximo agravar essa situação, tomando os devidos cuidados.

– ENTENDA O MOTIVO DA QUEDA DE CABELO CONFORME A ESTAÇÃO DO ANO

Algumas hipóteses científicas são levantadas sobre essa associação entre a queda capilar e as estações do ano.

A teoria evolucionista defende que o aumento da queda no outono se dá como uma ação natural do organismo, para que se tenha mais fios no inverno. Assim, nesse período de maior frio, as pessoas podem se proteger melhor do frio com a troca de cabelo. Dessa forma, o aumento da queda capilar no início do verão e outono serviria para refrescar a temperatura corporal durante esse período mais quente.

Outra explicação seria acerca da teoria biológica, relacionando a queda de cabelos à melatonina. A melatonina é o hormônio que regula o ciclo do sono-vigília. Sua produção aumenta à noite e diminui durante o dia. Como o inverno tem dias mais curtos e noites mais longas, haveria aumento da melatonina nesse período e menor queda de cabelos. No verão ocorreria justamente o contrário.

A terceira hipótese coerente com o assunto seria com relação à incidência solar, pois como o Sol é mais intenso no verão, se induz à uma maior queda de cabelos nesse período, já que a radiação solar mais intensa causaria maior inflamação dos folículos, agravada pelo suor e pelo estresse dessa estação, ocasionando à uma maior perca no número de fios de cabelo.

– SAIBA O QUE FAZER COM A QUEDA DE CABELOS NESSAS ESTAÇÕES DO ANO

Como foi visto, as pesquisas indicam uma maior incidência da queda dos fios durante o outono e verão, costumando ser algo passageiro e com rápida reposição dos fios. Por isso, ela não deve causar grande preocupação, devendo ser vista como um processo natural do organismo.

Porém, para enfrentar essa fase e ajudar seus cabelos a superarem esse período de queda capilar, tome os cuidados necessários para não agravar esse processo, como mantendo uma boa rotina de descanso, alimentação adequada, prática de exercícios físico e ainda a ingestão de suplementos vitamínicos que reponham os nutrientes necessários para um bom crescimento dos fios de cabelo. O Doutor Lucas Fustinoni traz em seu vídeo informações complementares ao que abordamos nesse artigo. Vale a pena assistir!



CRESCER CABELOS: NUTRIENTES E MINERAIS NO CRESCIMENTO CAPILAR

0

Você está enfrentando problemas de queda de cabelos? Não sabe como amenizar isso? Quer saber como fazer crescer os cabelos novamente? Pois bem, chega desses transtornos, pois nesse artigo iremos solucionar essas questões para você.

Todos nós sabemos que durante os dias perdemos uma média de 80 fios de cabelos, sendo um processo natural e extremamente normal, não fazendo diferença na nossa cabeça, desde que haja o mesmo fluxo no crescimento dos mesmos.

O grande problema é quando a taxa de perca de cabelo é maior que a de renovação dos fios, ocasionando as quedas de cabelos desagradáveis. Quando isso acontece, ficamos desesperados para crescer os cabelos o mais rápido possível, mas nem sempre é assim.

Muitos fatores estão ligados aos problemas de queda, pouca espessura e crescimento lento, como, por exemplo, alimentação inadequada, uso incorreto de produtos cosméticos, agressões químicas e físicas aos fios, entre outros.

– MAS COMO OCORREM AS QUEDAS DE CABELOS?

O ciclo capilar é oriundo de três fases sequenciais, onde a primeira é a Fase Anágena, que é onde acontece o crescimento dos cabelos (dura em torno de 2 à 6 anos), seguida da Catágena, que é a desaceleração do crescimento dos fios (dura cerca de 2 à 3 semanas) e por último a Fase Telógena, caracterizada como sendo o fim do ciclo capilar, fase de queda do cabelo (dura aproximadamente 2 à 3 meses).

Quando a pessoa está sofrendo de algum processo de queda de cabelo a fase telógena é mais acelerada que as demais ou nos casos de crescimento demorado, a fase anágena demora mais para se desenvolver, atrasando o crescimento dos cabelos.

– MAS COMO FAZER CRESCER OS CABELOS NOVAMENTE?

Para amenizar esses processos capilares desagradáveis, é preciso manter sempre os cabelos bem nutridos, fortes e saudáveis ou seja, os deixando com vida, para que se desenvolva corretamente como o esperado.

Uma das maneiras de nutrir então os cabelos é através da ingestão diária de nutrientes minerais, que auxiliam nesse processo de crescimento dos cabelos. Para isso, é fundamental que se tenha uma alimentação rica em minerais e vitaminas.

Os minerais são essenciais para todo o funcionamento do nosso corpo, tendo grande desempenho no crescimento e condicionamento dos fios de cabelos.

É relatado pelos especialistas que baixos níveis de minerais, como o potássio, ferro e zinco afetam de forma negativa os cabelos, deixando-os frágeis, quebradiços e mais propensos ao efeito das pontas duplas.

– CONHEÇA OS TIPOS DE DANOS NOS CABELOS PROVOCADOS PELA FALTA DE MINERAIS

  • Crescimento lento dos cabelos: Muitas pessoas relatam a dificuldade que possuem de fazer seus cabelos crescerem rapidamente, onde levam anos para conseguir notar diferença no comprimento dos mesmos. Assim, quando o manganês está em falta no nosso organismo, pode ocorrer o crescimento lento dos cabelos. Alguns alimentos ricos nesse mineral são: linhaça, feijão de soja, óleos essenciais, abacaxi, gema de ovo e verduras;
  • Cabelos secos: os cabelos secos se tornam quebradiços, ficando muito frágeis. Isso é decorrência da falta de minerais como o cobre e zinco. Alimentos como o queijo, leite integral, castanha-do-pará, amendoim, frutos do mar, frango, frutas cítricas e hortaliças cruas ajudam e muito na reposição desses minerais para o organismo;
  • Queda capilar: Os cabelos caem por não estarem nutridos corretamente, não tendo força. Dentre os minerais que caracterizam esse problema estão o cálcio, selênio e o zinco. A ingestão de gema de ovo, cereais integrais, leites e seus derivados, verduras, milho, ervilha, fígado e peixes podem ajudar na nutrição mineral do cabelo, para que acabe com a queda capilar;
  • Fios de cabelo finos: A pouca espessura dos fios também preocupa, principalmente as mulher, com os cabelos compridos, onde geralmente conforme se aumenta o comprimento do cabelo, vão ficando cada vez menos densos os cabelos. O cobre e o zinco estão envolvidos nesse processo, onde a alimentação com déficit desses minerais pode ocasionar esse problema. Para melhorar isso, recomenda-se a ingestão de carnes magras, fígado, frango, trigo integral, castanha-do-pará, amendoim e ervilhas.

De maneira, geral, a falta de minerais nos cabelos é identificada pela aparência dos cabelos, estando sem brilho e cor, na maioria dos casos.

Então, para amenizar esses problemas capilares e ajudar a crescer os cabelos, é importantíssimo que você tenha uma alimentação balanceada, rica em nutrientes minerais, vitaminas, proteínas e etc.

Como nem sempre ingerimos a quantidade recomendada de minerais e outros elementos no nosso dia-a-dia pela alimentação, pode-se complementar a incorporação dos nutrientes minerais em nosso organismo, através do uso de outros recursos, como a ingestão diária de suplementos contendo minerais em sua composição.

Portanto, caso você apresente algum problema capilar, como a queda, crescimento demorado, fios finos, cabelos secos e desnutridos, procure ajuda médica (dermatologista), e se for o caso, ajuda de nutricionista, para que além dos cuidados no tratamento do cabelo, se tenha um controle dos componentes que são importantes para o bom desenvolvimento e crescimento dos cabelos.

Não deixe para amanhã o problema que você pode resolver hoje!



Bicarbonato no rosto: benefícios, contraindicações e receitas poderosas

0

O bicarbonato de sódio é bastante conhecido por suas utilidades domésticas, desde a culinária até como item que auxilia na limpeza. Mas você sabia que esse poderoso ingrediente também pode deixar a sua pele mais bonita? Você vai conferir alguns benefícios do bicarbonato no rosto, bem como conhecer receitas incríveis e possíveis contraindicações.

The message of love and peace

0

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit. Maecenas scelerisque vestibulum odio, vel placerat nisl venenatis a. Donec bibendum tincidunt urna, quis mollis enim. Pellentesque venenatis consequat ligula ut mollis.

Proin mattis fermentum est, aliquam tincidunt urna venenatis sit amet. Curabitur blandit mi ut nibh fringilla laoreet. Etiam molestie enim in arcu semper consequat. Etiam ut lacus et dolor tincidunt iaculis ac vitae velit. Suspendisse fringilla, sem vel lobortis vehicula, neque risus volutpat risus, vel cursus felis turpis quis velit.

Vivamus congue bibendum lectus sed fermentum. Suspendisse ultricies sagittis pretium. Praesent quis vulputate urna, id posuere elit. Donec faucibus, enim nec scelerisque laoreet, urna dolor semper nibh, ac eleifend ante neque sit amet leo. Etiam sed nunc non ex feugiat cursus. Vestibulum non augue vitae sapien lacinia efficitur at nec mauris.